Como e quando contar aos filhos sobre um novo relacionamento

Publicado no site itmãe uol, 18.02.16.

Melhor apresentar o novo namorado aos filhos só se for “para valer”

casal

Você já superou aquela fase difícil pós-divórcio, tocou a vida e está até namorando de novo. Que bom! Mas junto com as delícias de começar um novo relacionamento, quem é mãe enfrenta também uma preocupação sobre um tema inevitável: como e quando apresentá-lo aos filhos. Calma! Essa é uma situação cada vez mais comum, com o aumento dos divórcios e dos recasamentos (23,6% dos casamentos acontecidos em 2014 foram 2o núpcias de pelo menos um dos cônjuges, segundo IBGE). Portanto, a notícia tende a ser mais bem recebida por todos. Embora não exista uma resposta exata para encontrar o jeito e o timing certos, o desafio pede que você leve vários fatores em consideração. Veja aqui alguns pontos que podem lhe ajudar a refletir sobre o assunto e a passar por mais essa mudança de fase numa boa.

É para valer?

Esse é a questão número 1, todo mundo sabe. Como ter certeza de que o relacionamento vai durar? Para a psicóloga Vanessa Abdo, a apresentação só tem de ser feita uma vez que você acredite no potencial do relacionamento (talvez, lá no fundo, encontre a resposta!) e que alinhe tudo com o novo parceiro. Isso porque conhecer diversos namorados da mãe (ou do pai) pode ser prejudicial para a criança, que não sabe se deve criar vínculos ou não.

O tempo de cada um

Quanto tempo faz que seu relacionamento anterior acabou? Foi suficiente para que seu filho superasse e que o seu próprio coração sarasse? E quando surgiu esse novo amor? Tais questões são essenciais, já que apresentá-lo cedo demais aos filhos pode causar situações prejudiciais à toa, como ciúmes e raiva. A corretora Juliana*, 45, mãe de dois meninos, de 10 e 6 anos, passou por isso. Ela começou a namorar poucos meses após se separar e logo o namorado conheceu os filhos dela. Na época, ela achou que estava fazendo o que era certo para ela, que tinha ficado muito magoada com o fim do relacionamento e que enxergava no namorado uma nova chance. “Os meninos até tentaram aceitá-lo, mas vi que eles estavam sofrendo calados para me ver feliz. Acabei dando uns passos pra trás e tirei um pouco o namorado do convívio. Apesar de continuarmos juntos, estou dando um tempo para os meus filhos”, conta.

O fator divórcio

“Quando o relacionamento acabou de forma consensual e tranquila, e ninguém está sofrendo mais, tende a ser mais fácil passar por essa nova fase, tanto para a mãe e os filhos, como também para o ex-cônjuge”, conta a terapeuta de casais Marina Vasconcellos. Nesse caso, as crianças podem até torcer pelos pais. Agora, se a situação é inversa, vale ter ainda mais cautela. Não há por que causar mais ressentimentos a todos.

A idade dos pequenos

“Quando o filho é um bebê, ele não entende bem o que é um namorado. A questão torna-se um desafio, entretanto, quando a criança tem entre 5 e 10 anos”, explica a psicóloga Vanessa. Na opinião dela, quanto maior a criança, maior a complexidade e a necessidade de ter paciência, já que eles passam a questionar e a comparar mais, e tendem a ter ciúmes e a competir. Já a terapeuta Marina acha que, em muitos casos, pode ser diferente, especialmente se o casamento acabou sem brigas. Paola* está passando justamente por isso. Divorciada há 5 anos, ela contou recentemente para as filhas adolescentes sobre um novo namorado e tudo que elas querem é saber quem ele é, porque é legal, quando vão conhecê-lo. “O pai delas também está feliz em outro relacionamento. Elas entendem, então, o quanto isso é importante”, acredita.

Aos poucos

“Vá apresentando a ideia de um novo relacionamento aos poucos para o seu filho. Pergunte se ele quer conhecê-lo, pois impor o seu namoro não é uma boa ideia”, aconselha Marina. Além disso, escolha um local “neutro” para fazer as apresentações. “Dentro de casa pode dar uma sensação de invasão. Evite também trocar muitos beijos e carícias logo de cara”, diz Vanessa. Seu filho precisa se acostumar com a ideia, afinal.

O ex-cônjuge

Considere a possibilidade de avisar o seu ex-marido antes de fazer a apresentação, principalmente se a separação for recente. Coloque-se na situação dele e reflita sobre como você se sentiria ao saber da novidade só depois que seu filho já conheceu a nova namorada. Essa conversa preserva o respeito e a consideração entre vocês, que mesmo com o fim do casamento, continuarão sendo os pais dele.

Comente, debata, entre em contato

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s