Transtornos alimentares como anorexia causam erosão dos dentes

A falta de nutrientes como cálcio e fósforo deixam os dentes mais fracos e comprometem os tecidos dentários.

A busca incansável pelo corpo perfeito faz jovens ao redor do mundo desenvolverem transtornos alimentares. O sexo feminino representa a maioria da população afetada pela bulimia e anorexia. Ao se olharem no espelho, elas se enxergam mais gordas do que realmente são. Fazem atividades físicas em excesso para perder gordurinhas que não têm, usam laxantes, diuréticos e provocam vômitos para perder peso rapidamente. O comportamento dos pacientes também provoca problemas de saúde bucal, possibilitando que o dentista seja o primeiro profissional a perceber as doenças.

Como os pacientes que têm anorexia evitam ingerir alimentos por longos períodos, a carência de nutrientes, a exemplo do cálcio e fósforo, faz com que a incidência de cáries e o comprometimento dos tecidos dentários aumentem, enfraquecendo os dentes, conforme defende a doutora em reabilitação oral Laura Stoll. “Cerca de 25% dos casos de anorexia estão associados à bulimia e consequentemente ocorre perda excessiva de esmalte dental por erosão ácida e o desenvolvimento de cáries de rápida evolução”, afirma.

O coordenador de pós-graduação em ciências da saúde da Unisul, Jefferson Traebert, explica que o fato de a cavidade oral constantemente entrar em contato com os ácidos estomacais, por causa da provocação do vômito, forma um ambiente ácido que desgasta os dentes. “Como o pH da boca fica mais baixo, a forma que o organismo tem de tentar corrigir isso é liberando íons, fazendo com que o esmalte dos dentes praticamente se dissolva para neutralizar o pH. Com a perda do esmalte, o tecido que está embaixo fica mais exposto e isso pode deixar o dente mais sensível” esclarece. Em casos mais graves, pode ocorrer a perda dos dentes em razão do comprometimento dos tecidos periodontais que os sustentam.

 

Fornecido por Cartola

 

Tratamento      

Segundo Laura, os tratamentos para esses problemas de saúde bucal consistem basicamente na utilização de cremes dentais de baixa abrasividade e bochechos fluoretados, associados à redução do consumo de alimentos e bebidas ácidas. Já para restaurar a função e a estética onde houve perda extensa de tecido dental é necessário utilizar resinas ou cerâmicas, pois o esmalte do dente não se reconstitui. Traebert defende que o dentista, ao perceber os sinais da erosão, comece a questionar o paciente sobre sua saúde em geral e ajude-o a recuperar a autoestima por meio da estética dos dentes, além de aconselhá-lo a buscar outros profissionais.

A psicóloga Marina Vasconcellos diz que a recuperação de pacientes com anorexia é muito lenta e delicada, pois normalmente há recusa para comer ou usar os medicamentos sob a  alegação de não querer voltar a engordar. Portanto, é necessário uma equipe multidisciplinar que englobe dentistas, psicólogos, nutricionistas e médicos para ajudar na recuperação do paciente.

Comente, debata, entre em contato

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s