Descubra gafes que mulheres e homens cometem na cama e evite-as

Publicado no Terra em 07/06/2013

É natural que mulheres e homens já tenham cometido alguma gafe na “hora H”, ao longo da vida, ou mesmo se deparado com algum comportamento embaraçoso do companheiro. Tornando-se motivo de risada ou constrangimento, os erros durante uma relação sexual são considerados comuns para os especialistas no assunto. Contudo, para evitar os micos e virar motivo de piada, tome nota de dez situações e evite reproduzi-las.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Mulheres

 Falar sobre relações anteriores

“Não existe motivo para trazer à tona os detalhes de um relacionamento anterior”, avalia Vera Vaccari, psicoterapeuta e terapeuta sexual. A situação fica ainda pior quando são feitas comparações de desempenho. Concentre-se em usufruir o momento com o parceiro atual.

 Levar os problemas para a cama

“Em um relacionamento mais sólido, por exemplo, levantar questões como a situação financeira do casal ou a lista de compras da semana, é uma gafe daquelas”, afirma. Por isso, deixe os problemas para serem resolvidos em outras ocasiões e aproveite o momento para relaxar.

 Querer bancar a especialista

“Ninguém detém verdades absolutas sobre relacionamento ou sexo e, muitas vezes, o que considero bom pode não ser tão bom para o outro”, aconselha a psicoterapeuta. Evite enaltecer seus conhecimentos em detrimento da experiência do companheiro.

 Supervalorizar situações pontuais

“Dar exacerbada importância a situações que não ocorrem com frequência, como uma brochada, é errado”, comenta. O melhor é compreender a situação, pois o parceiro pode não estar disposto naquele dia.

 Fingir orgasmo

A mulher não deve se sentir obrigada a atingir o clímax. “Ao mentir, ela contribui para que o namorado continue a não lhe dar prazer” afirma Marina Vasconcellos, psicóloga e terapeuta. Assim, conheça o próprio corpo para poder guiar o parceiro durante o sexo.

Homem

 Falta de higiene

“Demonstra uma grande falta de consideração com a parceira e a afasta naturalmente”, observa Marina. Ninguém é obrigado a tolerar o cheiro de suor ou chulé alheio, se o encontro for após o expediente, uma ducha antes de o clima esquentar é o ideal.

 Esquecer a camisinha ou não querer usá-la

Além de prevenir doenças sexualmente transmissíveis ou uma gravidez inesperada, o esquecimento ou recusa do preservativo demonstra falta de cuidado. “Muitas vezes, a mulher fica sem graça e não sabe nem como convencê-lo”, conta Vera.

 Exagerar na performance

Procurar copiar filmes pornográficos ou inventar posições e técnicas mirabolantes pode intimidar o parceiro e tirar a naturalidade do momento. “Além do que, às vezes, isso é imposto à parceira”, lembra a Vera.

 Forçar a barra

É importante considerar o espaço e a vontade do outro e não insistir em manter relações se o parceiro não estiver afim naquele momento. “É essencial manter o respeito e, além disso, uma relação a contragosto não proporciona um prazer pleno”, evidencia a psicoterapeuta.

 Acelerar a relação

“É desconfortável ter que lidar com o parceiro perguntando a todo o momento se você chegou lá”, analisa Vera. A relação não acaba simplesmente porque o parceiro atingiu o clímax, o ideal é descobrir formas de equilibrar o tempo dos dois.

Comente, debata, entre em contato

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s