Como superar o fim de um relacionamento

Publicado no UOL – Astral Love em 18/03/2013

O fim de um relacionamento nunca é algo fácil. Afinal, você está acostumada a ter aquela pessoa no seu dia a dia e dividir sua vida com ela, sem contar o envolvimento sentimental que sempre vem junto. Mesmo assim, existem maneiras de aliviar o sofrimento e seguir em frente.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Cuidado com a proximidade

Acabou tudo bem e vocês prometeram continuar amigos. Mesmo assim, é bom se afastar um pouco. Afinal, por mais que tudo tenha terminado sem brigas a convivência de vocês não será mais a mesma, certo? E um tempinho para acostumar-se com as mudanças não fará mal a ninguém. Segundo a psicóloga Marina Vasconcellos, “é preciso saber que esse sentimento é passageiro” e “não ficar procurando” pelo ex, seja na vida real ou no Facebook, por exemplo.

Abra o coração

Guardar tudo para si mesmo não é um bom caminho. Converse com os amigos e quem sabe até com alguém mais velho como os pais ou professores. A experiência deles pode ajudar. A psicopedagoga Paula de Castro Santos explica que quando não há intimidade com os pais, a escola pode ajudar de várias maneiras: “muitas vezes o adolescente tem mais liberdade pra conversar com um professor do que com os próprios pais. É muito importante que o professor acolha este adolescente e o encoraje a se abrir com sua família e a confiar nela. Ou, apenas oriente-o, acolha-o”.

Distraia-se

Também não vale só falar disso, né? Saia com as amigas, converse sobre outras coisas. Por mais triste que você esteja, uma distração pode ajudar a enfrentar essa fase difícil com mais facilidade. Segundo Marina, “focar em você” é uma boa saída. A psicóloga sugere um esporte ou outra atividade para ocupar sua mente.

Comigo ele é diferente

Vocês terminaram, mas ele continua te procurando. Se isso não te faz bem, é hora de ter uma conversa deixando claro que a história de vocês terminou. Mas se você cede e permite essa situação, a psicóloga lembra que “é preciso responsabilizar-se pelas suas próprias escolhas” e perguntar-se: “É isso que você realmente quer?”.

Dê tempo ao tempo

Mesmo assim, o término de um relacionamento sempre leva um tempo para ser digerido. Mas dê um tempo para si mesma, aproveite para conhecer melhor a si mesma e assim, quem sabe, poder viver um novo amor.

Consultoria: Paula de Castro Santos, psicopedagoga e Marina Vasconcelos, psicóloga