Pessoas falsas: como lidar com elas?

Conviver com a falsidade não é tarefa fácil e requer firmeza nas atitudes

Foto: Thinkstock

Pessoa fofoqueira, de sorriso largo, mas ama criticar pelas costas, distorcendo a vida e as atitudes dos outros. Como lidar com alguém assim? E quando esse alguém faz parte de sua família? Segundo a psicóloga Marina Vasconcellos, o distanciamento é o melhor remédio.

“Quando identificar que uma pessoa é falsa, o ideal é não se aproximar, não se abrir, não contar coisas sobre a sua vida que não gostaria que contasse para outras pessoas. Pode até mesmo cortar relações.”

Mas, ainda que essa pessoa falsa pertença ao mesmo grupo de amigos é possível manter a convivência. “Dá para permanecer no relacionamneto, mas mantendo distância daquela pessoa. Não é preciso sair do grupo, mas é necessário ter cuidado para não se aprofundar nos assuntos quanto estiver perto dela.”

Marina ressalta que essa convivência não é obrigatória, mas pode ser mantida sem muito envolvimento. “O ser humano não é obrigado a conviver com todas as pessoas da mesma forma, sempre terá mais empatia por uma que por outra. Mas é importante dizer que é possível manter uma relação social e superficial, sabendo até onde se colocar, mantendo sua intimidade, para não correr o risco de contarem de forma distorcida para outras pessoas.”

Falsidade em família

A situação fica ainda mais complicada quando a falsidade reina entre os familiares. Contudo, Marina enfatiza que, nessa circunstância, é necessária a convivência. “Isso porque as pessoas estão sempre juntas em festas e reuniões familiares, porém, tem que se preservar. É triste a constatação, mas é real: há casos em que a melhor coisa é se distanciar, porque a pessoa não é digna de confiança, e isso também acontece entre familiares. É melhor uma relação superficial, para ser possível conviver socialmente, mas não dá para ter uma relação com a pessoa.”

A psicóloga finaliza destacando que lidar com pessoas falsas é muito difícil. “Elas são manipuladoras, por isso, se tentar desmascará-las, será sua palavra contra a delas. Pode ser que as pessoas acreditem, mas em alguma hora, a máscara cai. Se o grupo acreditar naquela que é falsa, é ótimo para saber que tipo de pessoa é amigo dela. É positivo quando há essa distância das duas pessoas.”