Termina e volta

Acordar dizendo “eu te amo” e dormir gritando “te odeio”. Fique calma e respire fundo. Você pode estar em um namoro ioiô.

Publicado na Revista DM

Um dia você e seu namô estão deixando recadinhos fofos no Face. No outro, ele está bloqueado no seu MSN. Algumas ligações e SMS com pedido de desculpa depois, lá estão vocês novamente apaixonados e planejando o futuro juntos. Até que o drama começa de novo. Assim são os casais que terminam e voltam tantas vezes que fi ca difícil acompanhar o status de relacionamento. Se isto está rolando com você, já passou da hora de entender os motivos.

1. O X DA QUESTÃO
Quando o namoro cai neste modo repeat, muitos podem ser os culpados (ciúme, insegurança, falta de experiência em relacionamentos), mas uma atitude é unânime nestes casais: não saber lidar com as diferenças do outro. “Você quer mudar a outra pessoa, deixá-la de acordo com o que gostaria que ela fosse sem levar em conta como é de verdade. Então, quando não muda, acontecem as brigas e separações”, explica a psicóloga Marina Vasconcellos, acrescentando que não há problema em discutir com o namorado quando as coisas não vão bem, mas conversar não significa terminar.

2. POR QUE É UMA CILADA
O problema da sucessão de rompimentos é um só: o sofrimento! Nestes casos, o desgaste emocional é muito grande e afeta todas as áreas da vida, já que na fossa ninguém consegue se concentrar em coisa volta termina e alguma. “Qualquer briga não pode ser motivo para dizer  ‘ah, então não dá mais’. É preciso maturidade para resolver os conflitos juntos”, diz a psicóloga.

3. ELE É O PROBLEMA
Neste caso, a decisão de voltar está em suas mãos, porém, antes de retomar o namoro como se nada tivesse acontecido, tem de conversar e entender por que ele terminou. Vale a pena voltar se o garoto demonstrar ainda gostar de você e também provar que aprendeu com o erro anterior. Se ele só pede desculpas, mas continua agindo da mesma maneira de antes, é melhor cair fora.

4. EU SOU O PROBLEMA
Às vezes estar em uma relação significa não conseguir identificar alguns sentimentos, mas se você encontrar respostas para estas perguntas já ajuda muito: quando você está com ele, o que é bom e o que não é? E quando vocês se separam, você sente falta dele ou de ter um namorado? Muitas vezes por não gostar pra valer de alguém nos tornamos intolerantes às diferenças. E todos os namoros terão momentos tensos, mas as coisas boas deverão sempre superar as ruins.

Fique Alerta!

Você sofrerá menos com a indecisão se entender que toda escolha implica em alguma perda. Se escolher estar com uma pessoa, você consequentemente escolhe não estar com outras. Aceite, não dá pra ter tudo na vida.