Para presentear o amado ou massagear o ego

Books sensuais para mulheres comuns é um negócio que, nos últimos quatro anos, tem ganhado cada vez mais espaço no Brasil

Publicado no UOL em o3/11/2010

Foto: Divulgação

Há um ano, a empresária Milena Araújo, 30 anos, resolveu massagear o próprio ego. Mostrou seu lado sensual às lentes do fotógrafo Marcus Steinmeyer, da agência My Beauty, especializada numa tendência que surgiu há 4 anos no Brasil: os books sensuais para mulheres comuns. “Era meu aniversário de 29 anos. Fiz o álbum para me dar de presente”, conta Milena, que optou por um ensaio mais discreto. “Queria algo fino. Adorei e quero fazer de novo”. Ela foi na contramão da maioria das mulheres que investem nesse tipo de brincadeira e que declaram fazer o álbum sensual para presentear o namorado ou o marido.

O fotógrafo Steinmeyer confirma a onda: “A cada cinco clientes, quatro fazem o álbum para dar ao parceiro”. Ele revela, porém, que é fácil perceber que todas, sem exceção, querem mesmo provar a si mesmas que podem ser tão sensuais quanto as mulheres que veem nas revistas masculinas. Milena concorda: “Fiz para mim e acredito que a maioria das mulheres também faz”. Resgatar – ou realçar – a autoestima, reconquistar o parceiro, eternizar uma fase de bem com o próprio corpo.

No Brasil, esses objetivos têm levado mulheres de todas as idades a pagar entre R$ 1.600 e R$ 2.800 para fazer um ensaio sensual. A pegada pode ser erótica ou mais sutil.

Para a fotógrafa Valéria Gonçalves, 36 anos, que deixou há alguns meses a redação de um jornal para se dedicar aos álbuns de casamento e, ao mesmo tempo, aos books sensuais, esse desejo é natural de toda mulher. “Percebo essa vontade de mostrar sensualidade, mesmo de maneira sutil, até nos casamentos, que é um momento tão clássico”, revela Valéria, que, na última semana, realizou o sonho de uma senhora de 65 anos. “Esse tipo de ensaio é gostoso tanto para a cliente quanto para a gente, que faz o trabalho. É muito especial”, diz.

A promotora de eventos Renata Malavazi, 34 anos, é mais uma que assume que o presente foi para si mesma, mesmo tendo namorado. O que ele achou? “Viu, fez cara de bobo e depois disse que adorou. Mas o álbum é meu”, garante.

Renata sempre quis se ver em fotos sensuais e optou por um ensaio mais ousado, tanto que dispensou toda e qualquer peça de roupa em alguns cliques. “Eu me senti linda e poderosa. É muito bom para o ego”, afirma ela.

A psicóloga Marina Vasconcellos, terapeuta familiar e de casais, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), explica que toda pessoa gosta de ser elogiada e de se ver bonita. Segundo ela, mostrar um lado diferente e positivo desperta sentimentos que levantam o amor próprio das fotografadas. “É importante que a mulher se esforce para mostrar seu lado sensual e até um pouco sexy, pois, de frente para o espelho, na correria de todo dia, ela acaba focando só nos defeitos”, completa a psicóloga.