Sair com a ex do amigo é errado?

A situação sempre gera problemas. Saiba como lidar com isso…

Publicado no IG em 21/11/2009

Você sairia com a ex de um amigo seu? E se um amigo seu saísse com uma ex sua? É difícil responder de cara que não teria problemas com isso. Na verdade, é quase impossível não causar nenhum mal estar, ainda mais se o término for recente e de uma relação muito séria.

Foto: Getty Images

Fábio Lucchesi, 32 anos, se interessou pela ex-namorada de um amigo. E resolveu abrir o jogo. “Conversei com ele, que disse que não ficaria chateado. Acabei namorando com ela”. O novo casal está junto até hoje, mas, fatalmente, os amigos se afastaram. “Era entranho sair com os dois juntos. Eu sentia que, para ele, eu era o intruso. Mas, na minha cabeça, quem estava de fora daquela relação era ele. Eu era o namorado atual.”

Eles conversam também sobre isso e resolveram a questão. “Achei melhor falar a real: queria que ele passasse a vê-la como minha namorada, não a ex dele. Foi uma ótima conversa”. Hoje, a amizade entre os dois continua, só não saem tanto juntos, até porque os dois namoram. “Acho importante dizer que eu só fiz isso porque o que eu sentia era forte, não queria uma aventura. Se você não quer nada sério, acredito que não vale a pena colocar uma amizade em risco.”

Bem diferente foi o que aconteceu com Ivo da Costa em uma noite de bebedeira. “Perdi um amigo à toa”, considera. Com 30 anos, ele conta que encerrou uma amizade de quase 10 porque beijou a ex de um amigo em uma festa. “Faz anos que eles terminaram. Ele sempre me falou que não gostava mais dela… Acabou rolando, de farra”. Mas o amigo de Ivo não entendeu assim.

“Ele achou que foi uma falta de respeito enorme o que eu fiz, ainda mais sendo na frente dele. Mas, sinceramente, na hora, nem lembrei que ela era ex dele. Foi como beijar uma amiga”, conta. Ivo diz que compreende o amigo e se arrepende. “Ele me disse que não havia necessidade de eu beijar justamente aquele mulher. Nesse aspecto, ele tem razão. Só queria que ele compreendesse que não quis sacanear.”

Felipe Duarte não perdoou o amigo e nem a ex-namorada quando eles começaram uma relação. O rapaz de 28 anos acha que ambos poderiam ter evitado. “Se ela está solteira, livre, tem o mundo inteiro para conhecer. É um direito dela… Mas por que escolher justamente um amigo meu?”, questiona. “Também me senti muito traído por ele, que sabia de tudo que eu tinha sofrido com o término.”

A atitude do amigo gerou uma desconfiança em Felipe. “Bastou eu melhorar um pouco, que ele atacou. Eu comecei a fazer uma retrospectiva, das vezes que ele queria que eu saísse escondido dela, quando ele reclamava que ela pegava no meu pé, tirava sarro que eu vivia grudado nela… Será que ele queria que eu terminasse?”

Situação problemática

A psicóloga Marina Vasconcellos diz que é mesmo uma situação difícil, mas muito comum. “Essas pessoas já tinham o convívio e isso pode despertar um interesse – tanto que sempre há casos de traição com o amigo”.  Mas nessas situações, ela diz que convém evitar. “Quando você percebe que está despertando um interesse, é possível brecar e não deixar se envolver.”

Mas Marina diz que pode ficar tudo bem para todo mundo quando a relação anterior está bem resolvida. “Se já acabou e está muito bem resolvido para as pessoas, tudo certo. O problema é quando ainda resta algum sentimento”. E você já ouviu falar que todo mundo tem uma pessoa que marca para a vida toda? “Sim, esse tipo de relação existe. Aí fica difícil de o outro aceitar, mas, mais uma vez, isso acontece por que os sentimentos ainda não foram elaborados.”

Outra situação muito comum é ocorrer um conflito quando o amigo se sente traído. “Há casos em que o término da relação foi muito difícil – quando teve uma traição, por exemplo”. E se o amigo se aproxima dessa mulher, o outro se revolta, por mais que ele não goste mais dela. “O amigo vai trazer de novo essa ex namorada ao convívio. O homem considera isso uma deslealdade. Como o amigo pode querer se relacionar com uma mulher que foi tão sacana com ele?”

Provocações e competição

Duas outras situações que Marina diz que podem ocorrer são possíveis de evitar. A primeira, é que há mulheres que se insinuam para alguém da turma apenas para provocar o ex. “Nesses casos, nem vale a pena”, diz. Há, também, o homem que quer a ex do amigo apenas por competição, o que também é desnecessário….

Proibido não é… Se as pessoas terminaram a relação, estão livres. E muitas vezes vale a pena conversar. “Depende muito da situação. É interessante conversar se você acha que existe uma relação mal resolvida para ele. Mas isso se há muita liberdade entre os dois para debater essa questão. Se não houver, o melhor é não entrar no assunto.”