Eu quero ter filhos e ele, não

Como resolver o conflito quando você quer ser mãe e ele não quer ser pai

Publicado no IG Delas em 09/06/2009

 

Foto: Getty Images

Quando o casal quer filhos já é difícil. Quando um dos dois não quer, tudo fica mais sacrificado. E como lidar com o seu desejo de ser mãe, se ele não vem acompanhado pelo desejo dele ser pai? Marina Vasconcellos, psicóloga especializada em terapia familiar e de casal pela Unifesp, diz que, em primeiro lugar, isso deveria ter sido conversado antes do casamento.

Antes de casar
O casamento envolve um projeto de vida em comum, e isso envolve ter ou não filhos. Faz parte conversar sobre isso antes, diz Marina ¿ que avisa para tomar cuidado com a ideia de que depois convencerá o homem. É uma questão muito séria. Ser pai é um compromisso, é uma mudança de estilo de vida. Se o homem deixou claro que ele não quer, é melhor repensar alguns pontos.

Claro que pode ser uma situação contornável. Mas fale sobre isso antes de firmar uma relação. Às vezes, ele só não quer filhos imediatamente. Quer quitar o apartamento, fazer uma poupança, curtir o casamento… Veja quais são os motivos dele e se a paternidade faz parte dos planos dele, mesmo que a longo prazo. Porém, com aquele que diz que, definitivamente, não quer, pense duas vezes antes de casar.

Depois de casar
Vocês já estão juntos e o conflito é atual. E agora? Marina alerta que convencer, em uma situação dessas, é difícil. Acho que a mulher tem três alternativas: passar a vida toda frustrada, aceitar que não vai ser mãe ou se separar, resume ela. Viver casada e frustrada significa estar eternamente insatisfeita. A mulher vai ficar culpando o marido, e sem razão; afinal, ela topou abrir mão da maternidade.

Caso você esteja decidida a ficar com aquele homem, mesmo sem filhos, deve aceitar, sinceramente, o fato de não engravidar. Ela pode investir mais na carreira, viajar junto com ele, ter um outro estilo de vida com o marido e viver bem melhor, afinal, sobra muito mais dinheiro para os dois. Mas, se você acha que é uma prioridade na sua vida, a psicóloga diz que não tem jeito. A separação é a saída.

Erro comum

Não são raras as mulheres que provocam uma gestação. E Marina avisa o que elas já deviam saber: isso não dá certo. Se a mulher deixa de tomar pílula e engravida, o homem se sente usado. É uma traição. Piora ainda mais a situação. Ela não pode fazer isso, condena a psicóloga. Pode até ser que ele seja conquistado pelo filho, mas se isso não acontecer, é muito ruim para a relação dos dois e para a criança.

Aconteceu comigo

Joana* conta que sempre quis ser mãe. E não de qualquer homem: o pai teria que ser o marido que ela tanto amava. Ele nunca quis ser pai. Mas eu forcei a barra e o convenci… No começo, ele ficou feliz. Mas não durou muito, conta a mulher de 36 anos. Hoje, ele é outro homem: grosseiro, mal humorado e vive jogando na minha cara que nunca quis ser pai. Não tem a mínima paciência com o nosso filho e, claro, o casamento virou uma droga.

Quem pensou diferente foi Silvia*, jovem de 27 anos que sonha em ter muitos filhos. Quero quatro, conta ela. E o antigo namorado não tinha a mínima intenção de realizar nem parte do seu sonho. A aversão dele por crianças me deixou desgostosa com a relação. Acho que não adianta se enganar… Por mais que eu gostasse dele, eu sabia que não poderia jamais ter uma família como eu sonhei, explica ela. Por isso, terminei tudo.

* Os nomes foram alterados a pedido das entrevistadas